Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

Jornalista

O JORNALISTA recolhe, redige, registra através de imagens e de sons, interpreta e organiza informações e notícias a serem difundidas, expondo, analisando e comentando os acontecimentos. Faz seleção, revisão e preparo definitivo das matérias jornalísticas a serem divulgadas em jornais, revistas, televisão, rádio, internet, assessorias de imprensa e quaisquer outros meios de comunicação com o público.

+ ver mais

No momento não temos vagas disponíveis para esta profissão.

Realize uma nova busca ou navegue pelas áreas de atuação abaixo.

Jornalista

Atuando na área de comunicação, o profissional de Jornalismo é aquele responsável por lidar com notícias, dados factuais e principalmente a difusão de informações. Cabe a ele coletar, redigir, editar e publicar das mais diversas formas informações sobre eventos da atualidade. O Jornalista pode atuar em diferentes meios de comunicação e neles exercer diferentes funções, como: editor, redator, webwriter, fotógrafo, locutor, diagramador e até mesmo apresentador. A profissão é extremamente importante visto que o jornalista é um formador de opinião na sociedade. Este fato dá a ele uma grande responsabilidade quanto ao que é noticiado e transmitido pelos meios de comunicação.

 

Graduação necessária

 

Não é mais necessário possuir um diploma para atuar como Jornalista no mercado, entretanto, o curso de graduação em Jornalismo é reconhecido pelos grandes meios de comunicação como de fundamental importância na formação do profissional. O curso tem duração média de quatro anos, e tem em sua grade matérias específicas como Teoria da Comunicação, História do Jornalismo, Telejornalismo e Fotojornalismo, e gerais como Filosofia, Sociologia e Antropologia.

 

Regulamentação da carreira

 

O primeiro Decreto-Lei que dispôs sobre a profissão de Jornalista foi o nº 972, de 17 de outubro de 1969. Uma nova regulamentação foi dada com o Decreto nº 83.284, de 13 de março de 1979, devido às alterações introduzidas pela Lei nº 6.612, de sete de dezembro de 1978, que estabelece que as funções desempenhadas pelos Jornalistas serão assim classificadas: redator, noticiarista, repórter, repórter de setor, rádio repórter, arquivista pesquisador, revisor, ilustrador, repórter fotográfico, repórter cinematográfico e diagramador. Os profissionais do Jornalismo são representados pelos Sindicatos e pela ABI ? Associação Brasileira de Imprensa.

 

Especializações possíveis

 

As possibilidades de especialização para esta área são amplas, o profissional pode realizar pós-graduação, mestrado ou até mesmo doutorado em áreas como Web, Jornalismo impresso, Cinema ou Literatura, por exemplo, e se tornar um Assessor de Imprensa, blogueiro, crítico de cinema ou crítico literário.

 

Aptidões desejáveis

 

O aspecto primordial de um Jornalista deve ser sempre a curiosidade. Esta característica garante ao profissional uma constante atualização do que está acontecendo no mundo a todo tempo. Além disso, espera-se de um Jornalista um alto poder de articulação, fluidez na escrita, poder de síntese e disciplina. Organização e empenho são também aspectos fundamentais para que o profissional cumpra todas as suas pautas com excelência.

 

Campos de atuação

 

O Jornalismo impresso, entretanto, ainda tem o seu lugar e possibilita ao Jornalista escrever colunas, matérias sobre os mais diversos assuntos, fotografar, trabalhar como editor e crítico de cinema ou literário. Além disso, o Jornalista pode ir além do impresso e atuar na área de assessoria de imprensa, televisão, rádio e outros meios de comunicação em que haja difusão de informação. Seguindo o fluxo mundial, a área de atuação que mais se desenvolve para o profissional de Jornalismo é a internet.

 

Certificações

 

Não há certificações necessárias à profissão de Jornalista.